'Desonestos não encontraram guarida na minha gestão', diz prefeito de Amaraji


O prefeito de Amaraji, Rildo Reis (PL), município situado na Mata Sul do Estado, tranquiliza a população de que a Operação Carta Marcada deflagrada pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (7), não tem nenhuma relação com a sua gestão.

O gestor faz questão de esclarecer que é de seu total interesse que todos os envolvidos sejam responsabilizados e, para isso, colocou toda a prefeitura à disposição da polícia e da justiça, visando prestar os esclarecimentos que forem necessários.
 
O intuito da investigação foi prender integrantes de uma quadrilha criminosa que praticou os crimes de fraude em licitação e lavagem de dinheiro na prefeitura de Amaraji. A ação culminou com a prisão de servidores que fizeram parte da gestão que antecedeu Rildo.

“Não somos complacentes com esse tipo de crime que só traz prejuízos para o município. Os culpados precisam ser punidos e devem servir de exemplo, porque Amaraji não é lugar para quem quer ganhar dinheiro às margens da lei. A nossa gestão é transparente. É preciso deixar claro que o povo da nossa cidade é trabalhador e honesto. Os criminosos de colarinho branco não têm guarida conosco. Isso ficou no passado”, destacou Rildo Reis.

O prefeito também explicou as medidas que utiliza para trabalhar alinhado com a transparência e zelo com o dinheiro público.

“Estamos sempre com a lupa em cima das diretrizes dos órgãos de controle, como TCE e TCU, além disso, investimos na qualificação e valorização dos funcionários. Com isso, temos conseguido sucesso na questão da transparência dos processos licitatórios, execução de obras e contratação de serviços. Tudo é feito com muita clareza”, concluiu Reis.

Folha de PE

Nenhum comentário