FECHAR

.....

.....

.

.

ÚLTIMAS

João Paulo pede afastamento do PT


Cotado como um dos nomes a compor a chapa majoritária do governador Paulo Câmara (PSB), o ex-prefeito do Recife João Paulo pediu o afastamento por tempo indeterminado do PT em mais uma capítulo da disputa interna do partido. O pedido foi formalizado e entregue ao presidente estadual da sigla, Bruno Ribeiro.

Em contato com o Blog de Jamildo na manhã desta quinta-feira (15), o ex-prefeito disse que não comentaria sobre o pedido e que caberia a Bruno Ribeiro falar sobre o assunto. Tentamos contatar o presidente estadual do PT, mas sem sucesso.

Segundo fontes ouvidas pelo Blog, a principal razão para a decisão tomada por João Paulo é a disputa interna na legenda. O ex-prefeito, dizem as mesmas fontes, estaria muito chateado com os ataques que vinha sofrendo de colegas de partido. O que reforça isso, nos bastidores, é que o processo de afastamento estaria no PT desde segunda-feira (12) e os petistas vinham tentando desde então fazer com que o ex-prefeito abandonasse a ideia. A notícia caiu como uma bomba no partido.

Surpresos com a decisão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, foram alguns dos líderes do partido que ligaram para João Paulo para tentar convencê-lo a mudar de ideia, mas não tiveram êxito. Segundo as mesmas fontes, a carta em que o ex-prefeito pede o afastamento, que é guardada a sete chaves, não informa as razões para a sua decisão. E ele ainda não teria se manifestado aos demais correligionários.

Ainda de acordo com uma outra fonte, não há no estatuto do partido a denominação de afastamento. Na avaliação dela, o ex-prefeito quer passar a imagem de que apesar de continuar no PT, já que não foi um pedido de desfiliação, não irá se envolver em nenhum tipo de discussão interna.

NE10

Nenhum comentário