Porcos se banham nas águas que são fornecidas para Gravatá


Parece que a Gerência de Unidade de Negócios Regional da COMPESA não está nenhum pouco preocupada com a qualidade da água que é fornecida aos gravataenses. A reportagem do GRAVATÁ NOTÍCIAS visitou nesta última semana o Barramento de Vertentes na zona rural da cidade de Chã Grande.

Este barramento recebe água da Barragem de Amaraji e posteriormente é bambeada para a ETA em Gravatá. A falta de limpeza na estação de bambeamento tem dado uma aparência de abandono com águas repletas de capim e plantas aquáticas. No local, uma pocilga foi encontrada pela equipe do GN. Os porcos tomam banho nas mesmas águas fornecidas para Gravatá.

Em março de 2014, o Ministério Público de Pernambuco expediu recomendação a Secretaria de Saúde e a COMPESA. Foram coletadas 86 amostras em locais como escolas municipais e hotéis de grande porte, das quais 40 delas revelaram a presença de coliformes totais e sete estavam contaminadas por Escherichia coli, uma bactéria, gram-negativa prejudicial à saúde e que causa sintomas de febre em humanos e animais.

Até agora, o gerente da GNR Russas, Ricardo Loureiro Malta Filho, não se manifestou oficialmente sob o estado de abandono que se encontra o barramento de Vertentes. Na foto ele aparece ao lado do ex-prefeito Ozano Brito (PSB) fechando e abrindo registros de água na zona rural de Gravatá. Esta não é a primeira vez que os três aparecem juntos.

Portal GN