POLÍTICA: Candidatura de Waldemar Borges vira espuma em Gravatá

A candidatura de Waldemar Borges (PSB) para prefeito de Gravatá está cada vez mais isolada em Gravatá. Para alguns críticos da política, a imposição da candidatura dele está esvaziando o Partido Socialista Brasileiro – PSB – em Gravatá.

Dois políticos com dimensão saíram do partido depois do anúncio da candidatura do deputado: Rafael Prequé que é candidato a prefeito nas eleições de outubro próximo, foi o primeiro a abandonar o barco. Nesta última terça-feira (27) foi a vez Fernando Resende trocar do PSB pelo PR de Sebastião Oliveira.

Os dois ex-socialistas alegam que o partido lançou Waldemar Borges sem ouvir as lideranças da cidade, e isso teria causado o mal estar entre os políticos de expressão. Nas ruas da cidade, todos dão certa a saída de Luiz Prequé logo após o período carnavalesco. Dia a após dia Waldemar Bores se isola das lideranças e do povo de Gravatá.

Portal GN