FECHAR

.....

.....

.

.

ÚLTIMAS

Blogueiro Magno Martins é apontado em esquema conhecido como “Mensalão Pernambucano”

O Inquérito 433/2007 da Polícia Federal, impressiona pela quantidade de pessoas ligadas ao mundo político que aparecem citadas como envolvidas nas mais diversas práticas criminosas. Em um dos trechos dos grampos da Polícia Federal é possível identificar que um blogueiro bastante conhecido em Pernambuco, casado com uma vereadora do Recife, do mesmo partido de um dos chefes do esquema, o ex-vereador de Jaboatão dos Guararapes, Geraldo Cisneiros, chegou a ter pedido de prisão temporária requerido pelo Delegado Federal que presidia o inquérito, conforme atestam os documentos abaixo colacionados. Pela leitura da transcrições dos grampos, é possível perceber que a vereadora do PSDB tinha conhecimento dos fatos.

O escandaloso caso de corrupção que vem à tona com as revelações do Inquérito 433/2007, já está sendo chamado de Mensalão Pernambucano, dada a continuidade das práticas criminosas por longos anos e o desvio de recursos públicos para financiamento de campanhas eleitorais e enriquecimento ilícito dos envolvidos:

“MAGNO MARTINS DA FONSECA

3.18.1. Das fundadas razões da participação do investigado em crime de quadrilha (art. 1º, III, I da Lei nº 7.960/89)

Bloguista político e colunista da FOLHA DE PERNAMBUCO, MAGNO MARTINS é beneficiado dos recursos públicos desviados por GERALDO, havendo uma espécie de “parceria” – como o próprio MAGNO frisa em um de seus diálogos – entre eles.

A “parceria” funciona da seguinte maneira: MAGNO MARTINS indica pessoas para ocupar cargos públicos em comissão controlados por GERALDO. Os salários dessas pessoas são pagos pelos cofres públicos, mas elas não trabalham para o Município. Assim, utilizando-se da “estratégia” – bastante difundida Brasil afora – de nomear funcionários fantasmas para ocupar cargos públicos, GERALDO se beneficia de notícias jornalísticas a ele favoráveis e MAGNO MARTINS se beneficia dos serviços e favores das pessoas nomeadas.

(…) Compõe o jornalista, portanto, a quadrilha chefiada por GERALDO CISNEIROS que se dedica a desviar recursos da Câmara com a estratégia de se nomear funcionários fantasmas…”

A Voz da Vitória

Nenhum comentário