FECHAR

.....

.....

.

.

ÚLTIMAS

Brasil terá que sofrer para ser campeão, diz David Luiz

Após a seleção brasileira enfrentar dificuldades nas suas duas primeiras partidas na Copa do Mundo - a vitória por 3 a 1 sobre a Croácia e o empate por 0 a 0 com o México -, o zagueiro David Luiz avisou nesta sexta-feira, em entrevista coletiva, que os jogos ficarão cada vez mais difíceis e que a equipe sofrerá ainda mais se quiser ser campeã. Assim, descartou qualquer facilidade nos próximos compromissos, a começar pelo duelo desta segunda contra Camarões, em Brasília, pela rodada final do Grupo A.

"É claro que eu queria que tivéssemos feito grandes jogos, com todos falando e nos elogiando pelos grandes espetáculos. De repente, se isso tivesse acontecido não íamos ter a oportunidade de enxergar o valor real de uma Copa do Mundo. Não vai ser só o jogo com o México. Vai ser sempre assim, difícil, com muita luta Você tem que saber sofrer, mas com a consciência de que pode ganhar em dez minutos", disse.

Para David Luiz, a seleção está reagindo bem com as dificuldades que tem encarado nesta Copa. Ele lembrou o jogo de abertura da Copa, quando o time chegou a estar perdendo por 1 a 0, com o gol contra marcado por Marcelo, mas reagiu e conseguiu a virada. Já o jogo contra o México, ele apontou como um grande teste para a sequência da competição.

"Contra a Croácia, vivemos uma situação diferente, pois nunca havíamos estado atrás. Fiquei feliz pela reação da equipe. Seguiu coesa, esperando o momento certo de fazer o gol, empatar e virar. Fomos uma equipe madura, consciente do que estava vivendo. Contra o México, foi um jogo de nível muito alto, que nos deu a consciência do que vai ser a Copa daqui para frente", disse.

Assim, para o zagueiro, a seleção chegará ao mata-mata da Copa muito mais competitiva do que se tivesse encontrado facilidade nas partidas. "Quando você ganha todas de 3 a 0, chegar um momento em que você encontra a primeira dificuldade, leva só de 1 a 0 e tem que ir embora", alertou David Luiz.

O zagueiro da seleção admitiu também que a Copa das Confederações, vencida no ano passado pelo Brasil, não pode servir como referência para a Copa do Mundo, pois todos os adversários se preparam muito melhor para o Mundial e estão com muito mais "fome" na luta pelo título. "Na Copa das Confederações, as coisas fluíam melhor porque nossa vontade era muito maior do que a dos outros, que não tinham a mesma ambição de vencer", admitiu.

David Luiz citou até o caso da seleção da Austrália, que deu trabalho para a Holanda na derrota por 3 a 2, logo depois do oponente golear a atual campeã mundial Espanha por 5 a 1, que está eliminada após perder os seus dois primeiros jogos na Copa. "Quando se compara com a Copa das Confederações, não é a mesma coisa. Todos se prepararam muito para estar na Copa. O nível é muito alto, a campeã saiu na primeira fase. Todos os jogos são difíceis. Vejo o caso da Holanda, que quase perdeu da Austrália depois de ter goleado a Espanha", lembrou.

Assim, David Luiz acredita que o Brasil não terá facilidade nem no duelo contra Camarões, mesmo que o adversário já esteja eliminado da Copa após perder os dois primeiros jogos. "Vamos enfrentar um adversário que vai querer voltar para casa mostrando que reagiu após os dois primeiros jogos. Estão com orgulho ferido. E ganhar do Brasil será um título para eles", avisou.
Ne10 com Informação Agência do Estado

Nenhum comentário