FECHAR

.....

.....

.

.

ÚLTIMAS

Brasil faz segundo jogo na Copa e reencontra rival e estádio da 1º edição do hino à capela

Uma cena de patriotismo e amor pelo futebol. No dia 19 de junho de 2013, a torcida presente no Estádio Castelão, em Fortaleza, ignorou o padrão Fifa de cortar parte do hino das seleções e continuou a cantar o ode nacional à capela. O acontecimento marcou as pazes da Seleção Brasileira com o povo e a formação de um time campeão da Copa das Confederações sob o comando de Luiz Felipe Scolari.

Nesta terça-feira, quase um ano depois, o Brasil volta ao Castelão para uma partida de Copa do Mundo. Além da marca registrada do hino à capela - desde então repetida nos quatro cantos do país-, até o adversário é o mesmo de 2013: a Seleção Mexicana.

Depois de vencer a Croácia por 2 a 1 na estreia, no Itaquerão e se garantir na liderança do Grupo A, os jogadores da Seleção já celebram o fato de retornar a Fortaleza. O goleiro Julio Cesar expressou o sentimento dos atletas e relembrou a ocasião marcante.

“A gente não esquece aquele momento do ano passado. Ganhamos força e o hino à capela virou ingrediente de todos os nossos jogos. Deu muita confiança, e e na Copa do Mundo também começou assim. Tenho certeza que em Fortaleza vai ser do mesmo jeito e isso nos motiva muito”, disse.

Do time que venceu os europeus, apenas o atacante Hulk é dúvida. Ele sofre com um incômodo na coxa, mas o resultado do exame de imagem não apontou lesão. O técnico Luiz Felipe Scolari minimizou a possível ausência do jogador. Caso o atleta não atue, Ramires deve ser titular. A Seleção deve ir a campo com Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Ramires (Hulk) e Oscar; Neymar e Fred.

“Se houver uma dificuldade com o Hulk, perderei o sistema com o qual estamos jogando há algum tempo. Os jogadores têm outras características. Mas eles também poderão acrescentar coisas à equipe, como velocidade, outro tipo de marcação, de posicionamento” , comentou Felipão.

México

O México também soma três pontos, mas fica atrás do Brasil no saldo de gols. O time de Miguel Herrera superou Camarões por 1 a 0 na Arena das Dunas, com direito a três gols marcados para valer um. O tento de Peralta foi decisivo para o triunfo. Assim como aconteceu em Natal, a expectativa é que milhares de mexicanos marquem presença no Castelão.

Com o intuito de fazer mistério na escalação, o treinador mexicano não quis dar brechas sobre a manutenção do time que venceu os africanos. Mas a tendência é que o México jogue com Ochoa; Rodríguez, Héctor Moreno e Rafa Márquez; Aguilar, Herrera, Vázquez, Guardado e Miguel Layún; Giovani dos Santos e Peralta.

Brasil x México

Brasil
Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Ramires (Hulk) e Oscar; Neymar e Fred.
Técnico: Luiz Felipe Scolari

México
Ochoa; Rodríguez, Héctor Moreno e Rafa Márquez; Aguilar, Herrera, Vázquez, Guardado e Miguel Layún; Giovani dos Santos e Peralta.
Técnico: Miguel Herrera

Estádio: Castelão, em Fortaleza.
Data: 17 de junho de 2014
Horário: 16h
Árbitro: Cuneyt Cakir (Turquia)
Assistentes: Bahattin Duran e Tarik Ongun (ambos da Turquia)


Diário de Pernambuco

Nenhum comentário