FECHAR

.....

.....

.

.

ÚLTIMAS

Alemanha deixa jogo combinado de lado e vence Estados Unidos por 1x0

O decorrer do confronto entre Alemanha e Estados Unidos, na Arena Pernambuco, na tarde chuvosa desta quinta-feira (26), pelo Grupo G da Copa do Mundo, deu até a entender que o jogo seria arrumado para a um empate - que classificava as duas seleções para a próxima fase. Os alemães tiveram grande posse de bola na partida, mas chutaram pouco, enquanto os americanos ficaram somente na defesa. Ficou chato de assistir em alguns momentos, sendo melhor curtir a festa dos quase 42 mil torcedores, que quebraram o recorde de público da Arena. O gol de Thomas Müller, todavia, quebrou isso e mostrou que a Alemanha veio mesmo é para ganhar neste Mundial, sem muito 'mimimi'. A vitória por 1x0 classifica a Nationalelf em primeiro na chave e dá moral para a próxima fase, quando enfrentam o segundo colocado do Grupo H. Brigar pelo título é promessa alemã mais uma vez.

Os americanos lamentam a derrota, lógico, porém podem comemorar a classificação, mais do que merecida pelos jogos feitos contra Gana e Portugal. Nesta primeira fase, os Estados Unidos mostraram um futebol seguro na defesa e eficiente no ataque. Nesta quinta, a parte ofensiva não funcionou muito, mas se não fosse o brilhatismo de Müller no segundo tempo, a defesa iria sair do Recife como grande responsável pelo empate.

O JOGO - Se antes da partida começar havia alguma dúvida sobre a situação do gramado da Arena Pernambuco devido à forte chuva que acometeu a Região Metropolitana do Recife desde a última quarta (25), quando a bola começou a rolar, não houve qualquer pensamento contrário para o campo de jogo, que estava perfeito. Melhor para o público presente, que pôde se deleitar com a técnica de jogadores reconhecidos internacionalmente como Müller, Lahm e Dempsey, por exemplo.

Só que a parte técnica ficou somente de um lado nesta partida. A Alemanha dominou plenamente o confronto com maior posse de bola e uma marcação forte já no campo do adversário, que se limitou a defender e tentar contra-ataques na base do chutão. Se chegasse alguém e dissesse que os espanhóis Xavi, Iniesta e Villa estavam vestindo o uniforme alemão seria possível de acreditar, tamanha a posse de bola e inércia para chutar a gol. Como os americanos nem conseguiam passar direito da linha de meio, o confronto ficou sem muita emoção durante boa parte dos 90 minutos. Gritaria da torcida, somente de apoio de ambos os lados. U-S-A da parte norte-americana e DEUTSCHLAND do lado alemão.

Além do gol de Müller, a entrada do atacante Miroslav Klose no intervalo trouxe algum ânimo diferente para o jogo. Se o jogador tivesse marcado nesta quinta, se isolaria no cargo de maior artilheiro das Copas, com 16 gols, superando o brasileiro Ronaldo. Mas isso não ocorreu. Klose mal teve chances reais de concluir e ficou no branco. Se o alemão não marcou, pelo menos não teve que ver sua equipe sofrer gols do outro lado. Os Estados Unidos até esboçaram uma pequena pressão nos minutos finais, mas nada suficiente para igualar o confronto. Só fez levantar a torcida atrás do gol de Neuer, nada além disso.

FICHA DA PARTIDA - ALEMANHA 1X0 ESTADOS UNIDOS

Ne10

Nenhum comentário